Freio de caminhão duro: o que fazer?

Freio de caminhão

Imagine que está dirigindo e o freio de caminhão não responde a contento, fazendo o motorista passa apuros em relação à sua segurança e ao estrago que a ausência de frenagem pode causar.

Neste momento há a lembrança do funcionamento do freio, e se houve a manutenção adequada, ou não. O que pode causar problemas em relação ao freio, quando ele está duro?

Conheça os principais motivos para que o freio do caminhão possa ficar duro, e se previna de problemas que possam acontecer, principalmente colocando em risca a vida e a segurança de pessoas.

Por que o freio fica duro?

Todo sistema de freio possui ligação com o sistema do motor, fazendo com que a força a ser aplicada no pedal não seja muito grande, afinal, se não houvesse essa calibragem, a força do motorista precisaria ser tamanha para a frenagem, que talvez houvesse diversas falhas.

A força que o motorista aplica no pedal é multiplicada pelo sistema de freios com a ajuda do sistema motor. Quando o funcionamento desse sistema não está adequado, o pedal endurece, devendo haver maior força por parte do motorista ou o próprio sistema travou o pedal, com pressão, pois seu funcionamento está desregulado.

O sistema de freio é interligado dos diversos componentes do caminhão, por isso, não só ele pode estar com problema. O motor pode apresentar defeitos bem como algumas peças que fazem parte da composição de acionamento.

Quais são os problemas que podem tornar o pedal duro?

Existem alguns problemas que podem gerar o endurecimento do pedal:

  • Lonas/Pastilhas de baixa qualidade – As pastilhas ou lonas não são adequadas, devendo ser substituídas. Quando do acionamento, o pedal endurece por conta da rigidez dos componentes;
  • Mangueiras obstruídas – As mangueiras de passagem do ar e pressão podem estar obstruídas, fazendo com que o sistema de freio receba menos pressão, gerando o endurecimento do pedal. É necessário revisar todo o sistema;
  • Articulação do pedal com problemas – A articulação em relação ao pedal pode estar emperrada ou com atrito severo, o que gera o endurecimento do freio. Necessária a revisão da peça;
  • Cilindro de Roda/Freio a disco emperrado – Os cilindros do freio ou a pinça do disco podem estar emperrados, não respondendo ao pedal, gerando a dureza. O sistema de freios deverá ser verificado e trocado, quando o caso;
  • Servo do freio com vazamento – Caso haja vazamento no servo do freio, a resposta do pedal será comprometida, endurecendo a pisada. Assim, é necessário verificar o servo e substituí-lo;
  • Geração de Vácuo no Motor com Problemas – O motor não está gerando o vácuo necessário para que o sistema de freios fique apto a trabalhar, causando seu endurecimento. É necessário verificar o motor e arrumá-lo;
  • Fonte de Vácuo ou entrada de ar com problemas – A fonte de vácuo ou a entrada de ar do servo estão com problemas, fazendo com que o amortecimento do pedal fique endurecido. Deve-se substituir as peças que estão com problemas.

Manutenção

É importante fazer as revisões e deixar a manutenção do veículo em dia, principalmente em relação ao sistema de freios, pois o uso e o desgaste das peças e do próprio sistema podem comprometer a segurança do veículo.

Muitas vezes, quando o veículo é levado à oficina, o motorista acha demais certas revisões e aspectos propostos pelo responsável pela revisão. Contudo, é importante relembrar que os sistemas de frenagem são internos, e não se tem acesso e não se consegue observar seu uso e problemas.

Assim, a prevenção é a melhor saída para quem quer evitar maiores problemas com o freio de caminhão, pois é ela quem vai deixar todo o sistema funcional, evitando acidentes e danos graves ao motorista.

Leia também: Caixa de marcha do caminhão: cuidados e principais defeitos

Siga nosso Instagram: @copege.pecas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima