Para que serve o tacógrafo no caminhão?

Tacógrafo

Você já ouviu falar do tacógrafo? Se ainda não sabe o que é, hoje, mostraremos a importância de ter este equipamento no caminhão. Traremos informações essenciais para saber do que se trata a ferramenta, quais são as suas funções e se ele é obrigatório ou não.

Aliás, este artigo é ideal para você que gerencia uma frota de caminhões ou é motorista deste gigante da estrada. Assim, saberá o essencial. Portanto, continue a ler o artigo e compartilhe com seus colegas caminhoneiros. Boa leitura!

O que é o tacógrafo?

Então, vamos iniciar com a pergunta mais comum. Bom, ele é uma ferramenta obrigatória, ou seja, deve ter em seu caminhão. Em outras palavras, ele também é conhecido como a “caixa-preta” do veículo.

Isto é, ele armazena cada informação da viagem que foi realizada. Isso inclui a duração do trajeto, a velocidade média que o caminhão fez durante a rota. Assim como informações de tempo gasto entre os intervalos das viagens. Ademais, há três tipos de tacógrafos:

  • Tacógrafo analógico, que é o modelo tradicional;
  • Tacógrafo eletrônico, que usa sinais eletrônicos para registrar a viagem;
  • Tacógrafo digital, o registro é feito em um papel semelhante ao do cupom fiscal;

Portanto, você já percebe como este equipamento é extremamente importante para os caminhoneiros e donos de transportadora. Além disso, saiba que ele é obrigatório. E isso quem diz é o Código de Trânsito Brasileiro. Se o transporte não tiver esta ferramenta, a multa chega ao valor de R$ 195,23.

Como acontece o funcionamento do tacógrafo no caminhão?

Como dissemos acima, o tacógrafo é um item obrigatório. Afinal de contas, ele armazenará todas as informações essenciais sobre a viagem que o transporte fez de um ponto a outro.

Mas como ele funciona? Bom, na versão tradicional, e consequentemente, a mais usada, há um disco diagrama, que é o dispositivo que grava o percurso. A gravação é feita por meio de gráficos. Portanto, torna a leitura fácil de traduzir.

Aliás, a grande facilidade do tacógrafo é que mesmo com a tecnologia os seus dados não são difíceis de ler, tampouco de registrar. Dessa forma, o próprio caminhoneiro pode saber das informações.

Além disso, na ferramenta, você ainda pode incluir o nome do condutor, a data de início e término que a viagem será realizada. Ademais, você também encontra o número da portaria. Pois, o tacógrafo utilizado deve ser aprovado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia, o Inmetro. Com a aprovação do órgão, saiba que terá uma viagem segura.

Por que o tacógrafo é tão importante?

Bom, a primeira razão já explicamos acima. Como ele é uma “caixa-preta” dos caminhões, é fácil saber se a viagem foi bem-sucedida. A outra justificativa é que de acordo com o CTB, é obrigatória a presença do equipamento no veículo. Caso contrário, é considerado uma infração média, no valor de R$ 195,23.

Mas acima de tudo isso, ter o tacógrafo é sinônimo de segurança. Pois como ele confere durante a viagem, a velocidade, tempo de intervalo e outros fatores, faz com que o motorista aja com prudência. Consequentemente, o número de acidentes tem diminuição drástica, devido a presença do equipamento.

Aliás, este equipamento auxilia o próprio motorista. Por exemplo, em caso de acidentes ou processos trabalhistas, ele pode ser a principal prova se o caminhoneiro é bom condutor ou não. Até porque ele também registra eventuais multas que podem ocorrer.

Assim como, também é prova se caso haja prestação de serviço, se há abuso de poder na relação caminhoneiro x dono de frota. No final, só há benefícios em ter o tacógrafo no caminhão.  

Leia também: Quando utilizar o caminhão fora de estrada?

Siga nosso Instagram: @copege.pecas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima