A Importância da Manutenção do Diferencial

manutenção do diferencial

O diferencial é dispositivo mecânico muito importante nos veículos automotores. Além de transferir o movimento da direção longitudinal para a transversal, é o que permite que os veículos façam curvas sem derrapagem. Em um diferencial, também é possível multiplicar a força do motor, podendo haver a priorização de alguma roda para permitir a transposição de estradas irregulares.

Tudo isso só é possível graças a um sofisticado mecanismo que lança mão de lubrificação, rolamentos, retentores e principalmente engrenagens de precisão, cuja fabricação deve ser feita sob rigorosos critérios. Por isso, e não poderia ser diferente, a manutenção deve levar em conta aspectos importantes. A seguir, trazemos algumas respostas para algumas das perguntas de nossos clientes.

Desmontagem do diferencial

Todo conjunto mecânico de alta precisão tem aspectos importantes que devem ser considerados na desmontagem (e posterior montagem) do diferencial. Bons fabricantes disponibilizam manuais em suas páginas eletrônicas contendo as informações detalhadas. Mas antes você terá que identificar o seu diferencial. Para isso, você verá que na própria carcaça do diferencial há uma placa de identificação com o nome do fabricante e modelo

Para facilitar, aqui está o link da página da Meritor, principal fabricante de diferenciais no Brasil, onde você encontrará os manuais.

Acesse o manual aqui:

https://www.meritorservicos.com/eixo-diferencial

Diagnóstico de falhas

Uma vez desmontado, seja por manutenção corretiva ou preventiva, será necessário fazer a inspeção das partes do diferencial para fazer o diagnóstico de falhas e solucionar as causas prováveis.

Veja algumas das falhas mais comuns:

Quais itens devo trocar e qual posso reutilizar?

Devido ao trabalho exigente aos quais são submetidos os diferenciais, a solução indicada para casos de falhas, ou até mesmo indícios de falhas, é a substituição do item. Por isso, uma vez que o diferencial esteja em manutenção, itens que apresentam o menor sinal de desgaste devem ser substituídos. Porém, como as partes trabalham em conjunto, a troca de itens de interface, além de aconselhável, chega a ser obrigatória para fins de garantia.

Quais itens devo trocar e qual posso reutilizar?

Devido ao trabalho exigente aos quais são submetidos os diferenciais, a solução indicada para casos de falhas, ou até mesmo indícios de falhas, é a substituição do item. Por isso, uma vez que o diferencial esteja em manutenção, itens que apresentam o menor sinal de desgaste devem ser substituídos. Porém, como as partes trabalham em conjunto, a troca de itens de interface, além de aconselhável, chega a ser obrigatória para fins de garantia.

Além disso, como regra geral, podemos considerar que retentores devem ser montados somente uma vez, não sendo reutilizados, mesmo que não apresentem avarias. Além disso, o óleo nunca deve ser reaproveitado.

Qualidade das peças

Como em algum momento a manutenção do seu diferencial incorrerá na reposição de partes, além da montagem e desmontagem corretas, é fundamental que sejam utilizadas peças de elevada qualidade e, principalmente, as peças exatas. A simples utilização de uma arruela ou parafuso similar, porém não exato dentro do diferencial pode significar a condenação de todo o sistema, podendo trazer grandes prejuízos. 

Na Copege, a partir de nossos catálogos e informações adquiridas com anos de experiência, te ajudamos a identificar as peças do seu modelo de caminhão, bem como identificar a solução de causas prováveis. Somos representantes de toda a linha Meritor no Brasil e com isso, levamos ao nosso cliente a solução de melhor qualidade com custo reduzido.

Leia também: Como reduzir custos com manutenção em áreas de mineração

Siga nosso Instagram: @copege.pecas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima